dica listas livros quadrinhos

Como organizar leituras

Ano novo, objetivos novos e muita gente por aí prometendo comer menos e se exercitar mais. Fiquei muito satisfeita por chegar ao fim de 2016 e perceber que muito do que eu havia me proposto no início do ano havia se concretizado; uma dessas realizações pessoais foi bater a minha meta de leitura com uma certa folga (como vocês podem ver aqui) e ainda pluralizando gêneros, autores e extensão dos livros. Para alcançar esse propósito, sinto informar, mas eu precisei me organizar.

Organizar leituras é muito mais fácil do que organizar guarda-roupas, orçamentos e vida emocional, acreditem. Porém, se você tem dificuldade com isso ou nem sabe por onde começar, aqui vão algumas possibilidades:

Skoob e Goodreads

As duas redes sociais voltadas para leitores (a primeira é brasileira e a segunda tem uma abrangência mais internacional) são ótimas e práticas ferramentas para auxiliar na sistematização das suas leituras. Em ambos você pode montar a sua estante virtual, com os livros que você tem, quer ler, está lendo ou já leu. Para cada livro lido, é possível incluir data de conclusão da leitura, avaliação de 0 a 5 estrelas e até resenhas. Você também pode ir adicionando o ritmo da sua leitura, indicando quantas páginas leu de cada um, e criar wishlists para ajudar os amigos a presentearem no seu aniversário, além de metas de leitura para cada ano. Quando criarem os seus perfis, aproveitem e me adicionem também no Skoob e no Goodreads!

Livro de Marcar Livros

O Livro de Marcar Livros é uma agenda de leituras que segue um pouco daquela premissa de livros interativos. Nele você pode anotar os livros que já leu, dividi-los por categorias e organizar suas metas de leitura. Existem seções para registrar desde seus livros favoritos até aqueles que foram indicados por amigos ou que chamaram a sua atenção por algum personagem marcante. Além disso, o LML propõe uma série de desafios ao leitor por meio de listas de obras e autores vencedores de prêmios como o Nobel de Literatura, Jabuti na categoria Romance, Pulitzer e Man Booker Prize for Fiction.

A maior parte do livro é, obviamente, para o registro das leituras que você faz em determinado período: há uma fichinha em que você preenche título, autor, início e fim da leitura, avaliação e comentário. É importante ressaltar que o Livro de Marcar Livros é finito, então as páginas de marcação vão acabar dependendo do seu ritmo de leitura e certas seções vão ficar cheias e outras nem tanto. Porém, a estrutura dessa agenda pode te inspirar a montar o seu próprio caderninho de leituras.

Planners

Como o próprio nome já denuncia, os planners são para planejar. Geralmente a estrutura contém calendários com espaços maiores que facilitam a visualização do mês e permitem que você encaixe as atividades pelos dias; nas páginas seguintes, com o planejamento semanal e diário, você pode destrinchar cada item desse a seu critério, estipulando metas a serem cumpridas ao longo da semana ou do dia, por exemplo.

A maravilhosa internet e suas talentosíssimas criaturas disponibilizaram vários planners gratuitos para download e impressão. O Que se Ame fez um com versões coloridas e preto e branco; o Não me Mande Flores fez três possibilidades de planner, com divisão por mês, semana e dia; e o Rilismo levou o Oscar dos Planners por fazer um BOOK PLANNER! SIM! Um planner lindo só para as suas leituras!

Caderninho de leituras

A opção mais personalizável de todas porque é totalmente Do It Yourself. Com um caderninho simples encontrado em qualquer papelaria, você pode fazer desde o básico até o avançado. É só separar algumas folhas para cada categoria, seja colando uma tag lateral ou só pulando páginas, para marcar seções como livros lidos, to be read (TBR), citações e wishlist. Vai da criatividade e principalmente da necessidade de cada um. Eu, por exemplo, detesto fazer diário de leitura e prefiro marcar só início e fim e ignorar o avanço dia a dia nas páginas. Há quem prefira marcar para melhor se organizar, principalmente se for um livro mais extenso ou se estiver lendo muitas coisas ao mesmo tempo. O caderninho é seu e quem manda é você!

 

Estabelecer metas e rotinas, inclusive com organização de leituras, é uma boa estratégia para quem não tem disciplina e quer alcançar um objetivo ou mesmo para quem quer manter um controle das suas atividades. Contudo, o importante é se adaptar à sua realidade e só você sabe dela plenamente. Mas com todas essas possibilidades de organização, você só se perde se quiser!

 

Deixe uma resposta